A Chave da Gaiola: O Funk Como a Arte Libertadora de Corpos na Favela [OPINIÃO]

By RioOnWatch

Quando Rennan da Penha é preso por ser um artista negro e favelado, surge o questionamento: como falar de arte na favela? Como fazer com que a sociedade de forma mais ampla entenda que o funk é uma arte? Que não é crime criar obras de arte sobre seus corpos, frequentemente invisibilizados pela arte branca de classe média, do asfalto? Como fazer com que a sociedade entenda que isso é liberdade de expressão e que descrever experiências que estes corpos oprimidos têm entre si e com seu território é um ato político libertador? Narração: Vanúbia Close Texto: Artur Vinicius Amaro dos Santos Arte da Capa do Episódio: David Amen Música Tema e Músicas Complementares: Bismarx Apoio à Edição Sonora: Matheus Simões Edição de Conteúdo e Produção Final: RioOnWatch Leia o texto que acompanha esse episódio em bit.ly/2Nk9Sab Para mais conteúdos do programa Enraizando o Antirracismo nas Favelas, acesse bit.ly/DesenraizandoRacismo Participe enviando sua pauta: bit.ly/PautasAntirracismo Siga também as nossas redes sociais: facebook.com/rioonwatch twitter.com/rioonwatch instagram.com/rioonwatch #DesenraizandoRacismo #EnraizandoAntirracismo #FavelaAntirracista

Listen to A Chave da Gaiola: O Funk Como a Arte Libertadora de Corpos na Favela [OPINIÃO] now.

Listen to A Chave da Gaiola: O Funk Como a Arte Libertadora de Corpos na Favela [OPINIÃO] in full in the Spotify app